sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Crise


Não sei
Porque não sei
está tão subjacente 
Não sei
É confortante
Nem está nas dez nem nas onze
Não sei
Sei me presente
Lá vá
Contudo muito distante
E o Mas
Pois
O Mas, é outra virgula
Mas
Não sei
Vamos conseguir
Estamos naquele degrau a que é necessária
Muita atenção e estudo
Pois
Não sei
Mas
E
Aquele pensamento altamente cómodo
O que não fizer hoje faço
 depois
Sim
Não sei
Mas
O caminho é para a frente
Não
Nada de pensamentos
Derrotista 
Sim
Não sei
Mas
Força e coragem
O primeiro passo e o resto
Vem por acréscimo.

Flor Ferrão

domingo, 17 de junho de 2012

Triste


Estou no meio de nada sentir
Tão pouco espero 
Do pro vir
De tanta dor
Sinto
Dormência 
Não faço parte deste mundo
Nem sei de que mundo
Faço parte
Tenho medo de não existir
De tanta dor
Já não sei destingir 
Queria escrever até me compreender
Estou triste
De 
Medo
Estou triste de palavras
De sentimentos
Estou triste

Flor Ferrão